segunda-feira, 11 de outubro de 2010

PORTFÓLIO TCC- Técnico Estilismo e Moda- PARTE 6

PORTFÓLIO CAP.5
A moda e o conceito da Refazenda

A grife REFAZENDA, de origem pernambucana, não é somente uma das minhas fontes de inspiração, bem como de estímulo ao processo criativo e de incentivo a minha evolução profissional.

A proprietária e estilista Magna Coeli, há mais de 15 anos, propõe uma moda autêntica brasileira de caráter sustentável e social, que exalta valores como criatividade e técnica, imaginação e forma; mantendo sempre em seus produtos um toque artesanal.

Com duas lojas próprias em Recife e chegando a pouco tempo em São Paulo, a REFAZENDA atende a um nicho de clientes, que busca o conceito de sustentabilidade em suas roupas; a grife investe em peças de algodão e contrata 15 cooperativas de rendeiras do Nordeste e mais duas em Santa Catarina, que por ano, chegam a vender 50 mil reais em rendas que quase não eram produzidas mais por falta de canais. A assistente social, Magna Coeli, defendeu a tese de mestrado sobre o trabalho de rendeiras no Brasil e criou uma rede de fornecedores para a REFAZENDA. No resgate das rendas de Bilro, da Paraíba; da Renascença e frivolité, de Pernambuco, do filé e do labirinto de Alagoas e de Sergipe; e da renda irlandesa, de Santa Catarina; a estilista criou modelos casuais e alternativos que interessam a uma faixa ampla de mulheres entre 30 e 50 anos. Vestir REFAZENDA é proporcionar o encontro dos clientes com as suas memórias afetivas, tomando a vanguarda de usar algo identificado com seu meio e a sua vida cultural.

E foi este universo forte, colorido e delicado que me seduziu, e o conceito da marca que me despertou para o caminho que pretendo seguir, suscitando uma admiração pelo respeitoso trabalho não apenas de moda; sobretudo sócio-cultural e de resgate às tradições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa personalizada