segunda-feira, 11 de outubro de 2010

PORTFÓLIO TCC- Técnico Estilismo e Moda- PARTE 1



Faz um tempo que eu queria postar o meu Portfólio, só não sabia como iria faze-lo, para que não ficasse confuso ou que em meio a leitura tornasse cansativo, dividi cada capítulo em posts, de uma maneira que forme uma sequência lógica.

Aqui mesmo farei uma pré introdução, expondo o conhecimento adquirido com este trabalho, que para mim foi uma delícia executa-lo, da pesquisa até as partes práticas.

Para o portfolio e a produção prática da coleção eu pesquisei, pesquisei, pesquisei....Me informei através da internet, de estilistas, músico, costureiras, modelistas, fotográfos..... E também contei com a ajuda de muitas pessoas....

Espero que gostem tanto quanto foi gostoso monta-lo...
Beijos
Mayrles Emille









PORTFÓLIO PARTE 1

INTRODUÇÃO


Começarei demonstrando a intensa inclinação que padeço pelo viés filosófico: o ato de questionar, indagar o mundo que me cerca, não apenas como forma de obter respostas, mas com a real finalidade de compreender melhor e dar sentido a tudo que se faça, busque e viva.

A composição do meu trabalho se apóia nesta linha de raciocínio, unindo os valores pessoais com o empenho profissional por um fio intrínseco, que estabelece uma relação satisfatória e equilibrada.

Em se tratando de optar por trabalhar no mercado de moda, estudando os aspectos sociológicos e históricos que existem na trajetória da indumentária e compreendendo este mercado como grande potencial econômico; atribuo estas constatações como méritos a este “fenômeno”. Em contrapartida existem faces da moda que são apuradas à cerca de benefícios volúveis, que visam apenas o consumo superficial, célere e de status, ocultando procedências inconseqüentes e contraditórias.

Diante de tanto fascínio e ao mesmo tempo, encarando o “modismo” como algo avesso às condições sustentáveis do mercado e dos recursos naturais, das tradições e dos costumes que residem na nossa memória afetiva e que vão perdendo espaço e importância; é com determinação que construo um itinerário favorável ao resgate cultural e a tentativa de minimizar os impactos na economia, nas relações sociais, na natureza e em nós mesmos.

Este comprometimento é reflexo das vivências e do amor por tudo que faça parte da nossa identidade, seja pessoal, regional ou brasileira. Não vejo outra condição, outro meio de expressão, que não venha a partir desta “identidade”. Contudo, isto é perceptível; o tratamento a estas questões deve ser muito reservado, elas servem para serem sentidas e pouco discursadas.

Para a execução do meu portfólio e da coleção em si, eu analisei a vida de personagens e artistas que possibilitaram a compreensão da nossa história através do seu legado, da sua luta, da sua música, da sua voz, do seu trabalho. Eles servem de inspiração, embora muitas pessoas desconheçam as suas origens ou as interpretem de uma maneira trivial ou distorcida.

Assim como eles, que usaram o dom e o artifício para divulgar seu conhecimento e sua inquietação seja esta particular, social ou política; tomo para mim todo o alento de suas manifestações e propósitos, com a finalidade de concretizar a minha “própria identidade” e fazer com que os meus trabalhos sejam funcionais; que possam ser percebidos pelos sentidos e admirados pela criatividade, design e estética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisa personalizada